Vitaminas – essenciais para os olhos

Alimentação equilibrada!

Uma alimentação balanceada e rica em vitaminas, proteínas e cálcio fornece condições para um boa saúde ocular. As vitaminas desempenham funções essenciais na formação de uma imagem que pode ser transmitida pelo cérebro. O olho funciona como uma câmara escura, e a parte de dentro da câmara é forrada por um tecido nervoso – a retina. Na retina temos os pigmentos que reagem com a luz e a convertem em sinais elétricos para o cérebro. Neste processo de estímulo dos receptores é que entra a vitamina A – presente na cenoura – que interage com uma proteína chamada iodopsina para formar um sinal elétrico que possa ser interpretado pelo cérebro.

Mas temos outras vitaminas que são fundamentais para o olho. Vamos aprender um pouco mais sobre a relação das vitaminas com a saúde dos seus olhos.

Vitamina A

“Cenouras são boas para os olhos”, certamente que cada um de nós já ouviu esta frase, uma frase aliás que está bem correta. Pois as cenouras contêm caroteno que o nosso organismo converte em vitamina A. A vitamina A é essencial para o processo da visão, particularmente para a visão noturna. A vitamina A é então uma boa ajuda para manter uma boa visão durante o dia e a noite.

Uma deficiência de vitamina A pode dar origem a outras alterações e doenças dos olhos. Os sintomas podem ser a secura da conjuntiva do olho, pálpebras inchadas e úlceras que se formam na córnea. Quando não tratado, este quadro clínico pode resultar em cegueira.

Também se pensa que a deficiência de vitamina A desempenha um papel no desenvolvimento das cataratas, bem como na Degeneração Macular Relacionada a Idade (DMRI), a principal causa de cegueira em pessoas com idade superior a 40 anos, no Ocidente. A deficiência de vitamina A é sobretudo comum nos países em vias de desenvolvimento, onde causa frequentemente doenças dos olhos e cegueira devido a uma alimentação deficiente.

Para quem não gosta de cenouras: não há qualquer problema, pois existem outras fontes de vitamina A bem gostosas.

A vitamina A está presente nos seguintes alimentos:

  • Tomates
  • Pimentão verde e vermelho
  • Espinafres
  • Fígado
  • Gema de ovo
  • Vegetais de cor

Vitamina E

Tendo uma função antioxidante, esta vitamina protege a membrana celular ao neutralizar determinados subprodutos nocivos do metabolismo, os radicais livres. Estes compostos de oxigénio desempenham um papel no desenvolvimento de várias doenças, tais como, a catarata, a arteriosclerose e o cancro.

Estudos mostram que a vitamina E pode contribuir consideravelmente para a prevenção das cataratas. Ainda não está totalmente esclarecido se a deficiência de vitamina E também contribui para uma DMRI. Isto está sendo examinado atualmente em vários estudos. Alguns estudos parecem comprovar que as pessoas que consomem grandes quantidades de frutos e vegetais ricos em vitamina E podem reduzir o risco de cataratas.

A vitamina E está presente nos seguintes alimentos:

  • Óleos vegetais
  • Gema de ovo
  • Germe de trigo
  • Gordura de leite
  • Vegetais de folha verde
  • Nozes

Vitamina C

Tal como a vitamina E, a vitamina C também é um antioxidante excelente e, como tal, ajuda a prevenir as cataratas. Quando ingerida em combinação com a vitamina E, parece exercer eficácia extrema. Os efeitos de uma deficiência de vitamina C sobre o desenvolvimento de uma DMRI estão sendo estudados. Outros estudos mostraram que a vitamina C reduz a pressão intra-ocular nos doentes com glaucoma.

A deficiência dietética de vitamina C é hoje em dia rara, ocorrendo, em último caso, em pessoas que não comem quase nenhun fruto ou vegetal. As necessidades vitamínicas dependem de vários fatores, tais como, a idade, o sexo, a estatura e o peso. Os fumantes devem tem em conta que as suas necessidades vitamínicas são geralmente maiores.

A vitamina C está presente nos seguintes alimentos:

  • Frutos (especialmente os citrinos)
  • Tomates
  • Melões
  • Vegetais de folha verde
  • Couve crua

Luteína

A correlação entre a luteína e a DMRI está sendo investigada atualmente numa série de estudos. Alguns desses, no entanto, já mostraram que o consumo de grandes quantidades de frutos e vegetais ricos em luteína reduzem o risco da DMRI. A luteína também protege os olhos das lesões provocadas pelos raios solares, o que é especialmente importante para as pessoas de olhos claros.

Na sociedade moderna do fast-food, é provável que o organismo não receba a quantidade adequada de luteína através da alimentação.

Boas fontes de luteína são:

  • Brócolis
  • Milho
  • Espinafre
  • Abóbora
  • Ervilhas
  • Vegetais de folha verde (crua)
  • Chicória (crua)

Riboflavina (Vitamina B2)

A riboflavina, também conhecida por vitamina B2, permite a produção de energia através da decomposição e utilização dos hidratos de carbono, proteínas e gorduras. A riboflavina é essencial para a atividade de várias enzimas que protegem os olhos e previnem as cataratas.

Boas fontes de B2 (riboflavina) são:

  • Levedura de cerveja
  • Pão enriquecido
  • Leite
  • Feijão de soja
  • Vegetais verdes
  • Fígado
  • Amêndoas